ESCOAMENTO DE ÁGUAS PLUVIAIS: COMPORTAMENTOS E RESPONSABILIDADES

O começo do dia era marcado pelo passo firme de Seu Zé ao apontar na esquina da rua. Caminhando de forma elegante enquanto equilibrava um grande balaio na cabeça, ele fazia despertar os moradores com sua voz de locutor que gritava padêêêêêêroooooo. Todos corriam para a porta de casa com seus sacos de pano para comprar o delicioso pão para o café da manhã. Continue lendo “ESCOAMENTO DE ÁGUAS PLUVIAIS: COMPORTAMENTOS E RESPONSABILIDADES”

USOS MÚLTIPLOS E CONFLITOS EM BACIAS HIDROGRÁFICAS

Imagine dois piscicultores que cultivam seus peixes em tanques-redes em um mesmo curso d’água, alimentando-os com ração e sobrevivendo desse cultivo. Eles convivem em harmonia e quando se encontram no mercado da cidade dividem uma garrafa de bebida depois da venda dos peixes, conversando sobre os filhos que estudam na mesma escola, sobre os ensinamentos dos seus pais, também piscicultores e outros assuntos do dia a dia. Pedro e André, esses são os seus nomes, moram em uma pequena vila do município de Bastança que tem pouco mais de 70 mil habitantes que vangloriam-se da boa vida, da qualidade da água que permite a todos uma boa saúde e da rica natureza que os cerca.

Pedro e André moram em um país em crescimento, embora não partilhem dos interesses tecnológicos e crescente demanda de energia que se observa nas grandes cidades. Juntos com os demais habitantes do município de Bastança eles privilegiam o ambiente natural mais que os confortos da modernidade. Continue lendo “USOS MÚLTIPLOS E CONFLITOS EM BACIAS HIDROGRÁFICAS”